quinta-feira, julho 18, 2024
- Publicidade -
InícioNotíciasPreço da gasolina vai subir R$ 0,22 com aumento de impostos federais...

Preço da gasolina vai subir R$ 0,22 com aumento de impostos federais a partir de julho

Após um ano sem serem cobrados, o Programa de Integração Social (PIS) e a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) voltaram a ser aplicados no início de março. O site da Petrobras não exibe o valor de cada imposto individualmente no preço final do litro, mas sim a soma, que atualmente é de R$ 0,35 para a gasolina. Com o recente aumento, esse valor aumentará para R$ 0,57.

No mais recente levantamento da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizado de 18 a 24 de junho, o preço médio da gasolina diminuiu de R$ 5,40 para R$ 5,35 por litro, representando uma redução de 0,9% em comparação com a semana anterior (de 11 a 17).

Essa queda ocorreu devido à Petrobras ter anunciado uma diminuição no preço da gasolina para as distribuidoras. O combustível, que estava sendo vendido por R$ 2,78, passou a custar R$ 2,66, resultando em uma redução de R$ 0,12 ou 4,3%.

Considerando que o preço médio atual é de R$ 5,40, o valor do litro aumentará para R$ 5,62 com a adição de R$ 0,22.

Em março, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que a reoneração do combustível seria parcial, sendo de R$ 0,47 para a gasolina e R$ 0,02 para o etanol. No entanto, de acordo com o ministro, o impacto final para o consumidor nos postos de gasolina seria de R$ 0,34 para a gasolina, pois a Petrobras anunciou uma redução no preço médio de venda do combustível para as distribuidoras naquela mesma semana, diminuindo de R$ 3,31 para R$ 3,18 por litro, o que representou uma redução de R$ 0,13 ou 3,9%.

E foi exatamente isso que ocorreu, com um acréscimo de apenas R$ 0,01, totalizando os atuais R$ 0,35, em relação ao que o ministro havia mencionado.

Embora não haja confirmação, é possível que durante esta semana, antes do início de julho, sejam adotadas algumas medidas, como uma redução ainda maior por parte da Petrobras para as distribuidoras, como ocorreu em março. Vamos aguardar.

- Publicidade -
Google search engine
NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
Google search engine

Mais Popular