quinta-feira, junho 27, 2024
- Publicidade -
InícioKartApós 17 anos, Pedro Piquet é novamente campeão da Copa Brasil de...

Após 17 anos, Pedro Piquet é novamente campeão da Copa Brasil de Kart. André Nicastro fatura 10º título e amplia recorde no Beto Carrero

Piquet leva título na Shifter Graduados e Nicastro na Shifter Sênior. Final do Grupo 1 da maior edição da Copa Brasil também coroou mais nove campeões neste domingo

Segundo maior evento do kartismo nacional, a Copa Brasil de Kart conheceu neste domingo (23) os primeiros campeões do Grupo 1 no Kartódromo Beto Carrero, em Penha (SC). A 24ª edição do evento, que já é a maior da história com mais de 400 inscrições, viu Pedro Piquet, filho do tricampeão de Fórmula 1 Nelson Piquet, conquistar seu segundo título na competição, após 17 anos. O primeiro havia sido na Mirim, em 2006.

As Finais do Grupo 1 também tiveram o carioca André Nicastro ampliando seu recorde como o maior campeão da Copa Brasil. Neste domingo, ele faturou o décimo título ao vencer na Shifter Sênior.

Além dos dois, mais nove pilotos conquistaram títulos neste primeiro grupo da 24ª edição da Copa Brasil, que é organizada pela Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA).

Pedro Piquet vence depois de 17 anos a Copa Brasil (Fábio Oliveira / Radical Motors)

Na primeira disputa do dia, a garotada da Mirim começou dando show. O paranaense Guilherme Moleiro, de 12 anos, largou na pole, foi ultrapassado por Guilherme Bonk e o campeão só foi conhecido na última curva, quando Moleiro ultrapassou Bonk para garantir seu primeiro título nacional no kartismo.

Na Mirim, mais uma briga muito boa entre os 28 kartistas. E o título ficou com o brasiliense Álvaro Medeiros, de 8 anos, que havia largado na nona posição. Destaque também para a única pilota no grid. Marina Brandão largou em 26º e foi a nona colocada na Final.

Na Super F4, uma bela briga entre Olin Galli e Murilo Fiore, o campeão de 2022. Os dois trocaram a liderança em vários momentos e, nas últimas curvas, Galli assumiu para chegar ao seu sétimo título na Copa Brasil.

Fechando as disputas da manhã, mais uma corrida acirrada entre os pilotos da F4 60+ e F4 Super Sênior Master. Valdemiro Oliveira, que dominou as baterias classificatórias, foi o vencedor na F4 60+ e conquistou a Copa Brasil pela quarta vez. Na F4 Super Sênior, o campeão foi o catarinense Guto Correa, que faturou o seu primeiro título na competição.

Abrindo a programação das categorias da tarde, mais emoção com os jovens pilotos da Cadete. A chegada foi super emocionante, com sete karts muito próximos e vitória de Arthur Cordeiro, que havia largado em sexto.

Na F4 Super Sênior, o carioca Marcos Adriano garantiu o seu bicampeonato na Copa Brasil. Já na Shifter Super Sênior o título ficou com Eduardo Sg e, completando o Grupo 1, 37 pilotos da F4 Sênior também travaram uma briga acirrada. No final, título para Roberto Wuthstrack Jr, que ganhou a Copa Brasil pela primeira vez.

Troféus Especiais
A solenidade de abertura do Grupo 1, no Beto Carrero, também teve a entrega de alguns troféus especiais. Um deles foi uma homenagem póstuma ao comissário Assirio Carlos Ramthum, que faleceu este ano. Sua família recebeu o troféu da CBA em agradecimento por todo o seu trabalho em prol do automobilismo brasileiro.

Além disso, também foi premiado o “Piloto da Galera”, eleito nas redes sociais da CBA BR Kart. E a briga foi acirrada entre os três mais votados, após a enquete inicial, que reuniu todos os pilotos do Grupo 1: João Pedro Sarkis, Álvaro Medeiros e Gustavo Trevisan. No final, Medeiros levou o troféu com apenas 17 votos de vantagem para o segundo colocado (Sarkis).

A CBA também premiou o piloto que teve a “Maior Escalada do Grid” e o troféu foi para o piloto Luciano Garcia, da F4 Sênior. Ele terminou a tomada em 31º e largou em sétimo na Final, escalando 24 posições. Garcia recebeu o prêmio das mãos do maior vencedor da Copa Brasil, André Nicastro.

Neste terça-feira (25), começarão as emoções do Grupo 2, também no Beto Carrero, com as disputas das categorias F4 Júnior, F4 Graduado, Mini 2T, Júnior, Graduado, Novato, Sênior Am, Sênior Pro, Super Sênior e Super Sênior Master / 60+. A competição irá até sábado (29).

Com a palavra os campeões do Grupo 1:

Guilherme Moleiro, campeão Júnior Menor
“Quero agradecer a Deus, primeiramente, minha equipe, minha família e a todos que torceram. Largamos na pole, perdi algumas posições no meio da corrida, mas depois consegui me recuperar, assumir o segundo lugar e, na última volta, teve a disputa pela liderança e venci”.

Alvaro Medeiros, campeão Mirim
“Em 2022, eu corri a Copa Brasil e cheguei em terceiro. Aqui no Beto Carrero vim melhorando aos pouquinhos até chegar esse momento e vencer. Na primeira classificatória, eu terminei em 21º, mas tive uma punição e caí para 24º. Larguei lá atrás na segunda corrida e fui escalando o pelotão para vencer. E, na Final, larguei em nono, fui me recuperando e venci mais uma vez”.

Olin Galli, campeão Super F4
“Foi uma conquista muito especial, meu primeiro título na categoria Super F4. Estou muito feliz, pois no ano passado bateu na trave. Fui vice-campeão, mas esse ano consegui o título com uma disputa na última volta ali com o Murilo (Fiore). Foi uma disputa limpa, gostei muito da atitude dele também de fazer uma disputa limpa como essa, então, estou muito feliz. Este é meu sétimo título da Copa Brasil de Kart. Quero agradecer aos meus patrocinadores e a todos que me apoiaram”.

Valdemiro Oliveira, campeão F4 60+
“Esse é meu quarto título na Copa Brasil. No Brasileiro, eu já tenho dois e vou lutar por mais um este ano. Tivemos uma semana complicada, com as condições de tempo variando muito: chuva, sol, pista úmida, pista seca, mas na Final a pista ficou boa e emborrachou. Ficamos um pouco preocupados, porque não tínhamos andado essa semana nessas condições. Além disso, bati no warm up e precisamos trocar o kart todo. Mudamos tudo e fomos ‘às cegas’ para a corrida, mas graças a Deus deu tudo certo.”

Guto Correa, campeão F4 Super Sênior Master
“Eu ando de 125 cc. F4 eu comecei esses dias, mais por diversão e resolvi fazer a Copa. Cheguei aqui e aprendi bastante. Os concorrentes são ótimos. Eles te ensinam também, então, encaixou tudo e a gente deu sorte. O kart estava bom, a equipe é muito legal. Largamos de 10º e fomos campeões. Estou super feliz”.

Arthur Cordeiro, campeão Cadete
“Fico muito feliz, porque tem muita gente aqui torcendo por mim. Eu estava um pouco nervoso antes de começar a corrida, mas o nervosismo parou quando eu sentei no kart. Larguei em sexto, cheguei a cair para oitavo, mas consegui me recuperar. Na última volta, fiz a ultrapassagem e ganhei”.

Marcos Adriano, campeão F4 Super Sênior
“Foi espetacular a corrida. É sempre muita disputa e, na largada, para preservar o bico do kart, eu acabei caindo para P8, mas fui remando, remando e quando vi a placa de três segundos de penalização para o primeiro, eu pensei que não precisava atacar. Era só me manter e foi dessa maneira que conseguimos levar.”

Pedro Piquet, campeão Shifter Graduados
“Eu treinei muito, me preparei muito, desenvolvi o kart com a minha equipe e, graças a Deus, não tive nenhuma quebra e nós conseguimos fazer um set up bom para a corrida. Estou muito feliz. Eu trabalho muito para ter sucesso aqui, amo o kartismo, é minha verdadeira paixão, todo mundo sabe disso, então, ter um resultado desse me alegra muito, alegra o time também. Muito obrigado a todos”.

André Nicastro, campeão Shifter Sênior
“Este é meu 10º título da Copa do Brasil, mais um recorde. O primeiro a chegar no 10º título. Assim como eu fiz no Brasileiro, fiz na Copa agora. Então, estou muito contente. Vamos torcer por mais títulos na semana que vem.”

Carlos SG, campeão Shifter Super Sênior
“Não é uma categoria que eu ando sempre, mas dessa vez a gente fez um treino aqui antes e teve um desempenho muito bom. Só que essa condição de pista, chove, seca, muita terra, atrapalhou muito no acerto e acabou que acertamos o kart só no último warm up. Mas no final deu tudo certo e consegui vencer”.

Roberto Wuthstrack Jr, campeão F4 Sênior
“Esse título ainda estava faltando, porque o que todos dizem é que a trinca do automobilismo, no kart brasileiro é: Sul-Brasileiro, Brasileiro e Copa. Sul-Brasileiro eu já tinha ganhado em 2019e ganhei esse ano de novo. O Brasileiro aqui eu também ganhei, então esse aqui é um título muito especial porque fecha o ciclo dos grandes campeonatos nacionais. Vai ser muito comemorado por mim e pela equipe.”

Os melhores do Grupo 1 da 24ª Copa Brasil de Kart (Top-5):

Júnior Menor
1) 6-GUILHERME MOLEIRO – FPRA (PJMK), 15:17,519
2) 10-GUSTAVO BONK – FAUESC (PJMK), a 0,024
3) 106-SAMUEL SANTIAGO – FASP (PJMK), a 7,727
4) 21-NICOLAS GUTH – FAUESC (PJMK), a 7,914
5) 25-MIGUEL SILVA – FASP (PJMK), a 9,236

Mirim
1) 5-ÁLVARO MEDEIROS – FADF (PMK), 12:37,689
2) 11-VICENTE DA SILVA – FAUESC (PMK), a 0,240
3) 22-BENNY ABDALLA – FAEM (PMK), a 3,300
4) 60-KAUAN BERNARDES – FPRA (PMK), a 3,705
5) 119-LUCAS BERTANHA – FASP (PMK), a 5,872

Super F4
1) 4-OLIN GALLI – FAUESC (SF4), 16:16,449
2) 301-RAFAEL REIS – FASP (SF4), a 0,369
3) 25-MURILO FIORE – FAUESC (SF4), a 1,902
4) 17-SAMUEL CRUZ – FPRA (SF4), a 3,372
5) 107-BRUNO GRIGATTI – FAUESC (SF4), a 4,044

F4 60+
1) 38-VALDEMIRO OLIVEIRA – FAB (F4 60+), 16:22,861
2) 45-NESTOR FERENS – FAUESC (F4 60+), a 9,836
3) 177-RICARDO CASTRO – FASP (F4 60+), a 15,927
4) 8-MUNIR ABOISSA – FASP (F4 60+), a 16,115
5) 44-LUIZ HENRIQUE PINHEIRO – FMA (F4 60+), a 16,423

F4 SSM
1) 991-GUTO CORREA – FAUESC (F4 SSM), 16:32.964
2) 48-DOGLAS PIEROSAN – FPRA (F4 SSM), a 0,895
3) 777-CARLOS SADERI – FPRA (F4 SSM), a 0,987
4) 555-MIGUEL SUBTIL – FAMS (F4 SSM), a 3,139
5) 202-PAULO DIAS – FAUESC (F4 SSM), a 4,921

Cadete
1) 12-ARTHUR CORDEIRO – FAUESC (PCK), 14:27,656
2) 64-LOURENÇO VARELA – FAUESC (PCK), a 0,417
3) 97-RAFAEL BUSATO – FAUESC (PCK), a 0,931
4) 14-NOAH CARVALHO – FAEM (PCK), a 1,973
5) 23-IGOR MAIA – FAEM (PCK), a 2,464

F4 SS
1) 1-MARCOS ADRIANO – FAERJ (F4 SS), 16:40,022
2) 777-SANDRO CIBIEN – FAEES (F4 SS), a 0,193
3) 71-PAULO FARIAS – FPRA (F4 SS), a 0
4) 882-GIVAGO NUNES – FASP (F4 SS), a 5,218
5) 105-ERNANDES ONASSIS – FAUESC (F4 SS), a 5,299

Shifter Graduados
1) 112-PEDRO PIQUET – FADF (G), 17:56,396
2) 11-GAETANO DI MAURO – FASP (G), a 2,734
3) 888-ALFREDINHO IBIAPINA – FAUESC (G), a 11,771
4) 44-ENZO FAITA – FAUESC (G), a 19,252
5) 386-GABRIEL MOURA – FAUESC (G), a 28,072

Shifter Sênior
1) 10-ANDRE NICASTRO – FAUESC (S) 18:05.350
2) 222-WALDIR BELIZARIO – FAEM (S), a 0,623
3) 35-YURI ALVES – FAUESC (S), a 1,094
4) 311-JOAO CUNHA – FPEA (S), a 5,374
5) 88-MARCO ANTONIO – FAUGO (S), a 13,354

Shifter Super Sênior
1) 228-CARLOS SG – FPRA (SS), 18:26.879
2) 20-WAGNER EBRAHIM – FPRA (SS), a 0,259
3) 80-MARCELO ARRUDA – FAUESC (SS), a 1 volta
4) 22 – LUIS CARVALHO – FASP (SS), a 1 volta
5) 8 – RENATO DORE – FASP (SS), a 1 volta

F4 Sênior
1) 16-ROBERTO WUTHSTRACK JR – FAUESC (F4 S), 16:25.385
2) 104-FLAVIANO RAMOS – FAUESC (F4 S), a 0,354
3) 205-VINICIOS CORBO – FASP (F4 S), a 0,487
4) 23-FELIPE LEITE – FGA (F4 S), a 1,017
5) 127-LUCIANO GARCIA – FPARN (F4 S), a 5,609

*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas

PREMIAÇÃO
– Troféus para os três primeiros nas categorias de formação (Júnior, Graduados e Shifter) e para os cinco primeiros nas demais;
– Troféu para o chefe de equipe ou mecânico do piloto vencedor em cada categoria;
– Isenção na taxa de inscrição para o 58º Campeonato Brasileiro de Kart para os campeões de todas as categorias;
– Teste no TCR Brasil para o vencedor da Copa Brasil de Kart categoria Graduados (data e local a serem divulgados pelos organizadores da categoria);
– Credencial com um acompanhante para visita aos bastidores da F4 Brasil, na etapa a ser realizada no autódromo Velocitta, em agosto, para os três primeiros nas categorias Júnior, Graduados e Shifter Graduados, com idades entre 14 e 18 anos.

Mais informações, acesse: www.cba.org.br 

- Publicidade -
Google search engine
NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
Google search engine

Mais Popular