quinta-feira, junho 27, 2024
- Publicidade -
InícioStock CarGustavo Ariel é bicampeão da Copa E-Stock Podium Carbono Neutro

Gustavo Ariel é bicampeão da Copa E-Stock Podium Carbono Neutro

Campeonato virtual oficial da Stock Car teve a etapa final disputada em sistema híbrido, com os quatro primeiros colocados acelerando "in loco" do Autódromo de Interlagos. Campeão levou para casa um PC nível Podium, computador personalizado de última geração, criado pelo LabZ

O domingo (17) de muita emoção, velocidade e consagração dos campeões no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, também marcou a definição da Copa E-Stock Podium Carbono Neutro, promovida pela Vicar, organizada pelo IRB — maior operadora de automobilismo virtual na América Latina — e patrocinada pela Vibra por meio da marca Petrobras Podium, a primeira gasolina carbono neutro do mercado e que abastece todos os carros da Stock Car. Realizado sob a plataforma iRacing, o campeonato oficial virtual da Stock Car Pro Series, que antes havia passado nesta temporada pelos circuitos de Road America, Red Bull Ring e Mount Panorama, chegou ao seu desfecho com a etapa final no mais célebre dos autódromos brasileiros. Foi o pano de fundo perfeito para a batalha final entre os grandes protagonistas da competição, Gustavo Ariel e Luiz Felipe Tavares, que chegou à decisão na liderança. Mas foi o piloto residente em Limeira (SP) que viu sua estrela brilhar na última etapa, virou o jogo, venceu as duas corridas e alcançou o título do campeonato pela segunda vez, repetindo 2022, quando também foi consagrado no pódio de Interlagos. O prêmio: um PC nível Podium, um computador personalizado com hardware de última geração criado pelo LabZ.
A classificação do campeonato terminou com 208 pontos para Ariel, enquanto Tavares fechou com 200, o que reflete o alto nível da competição e os grandes embates entre os competidores. Victor Miranda concluiu o campeonato em terceiro lugar, com 127 pontos, e também foi ao pódio no autódromo paulistano. Felipe Baptista, que também corre na Stock Car real e acelerou na pista pouco depois, participou da disputa final em 2023 e concluiu a temporada em quarto lugar. Jeff Giassi, outro ícone do automobilismo virtual, foi o quinto na classificação geral.
Além de subir no topo do pódio, erguer o troféu de campeão e ser aplaudido pelo público que encheu as arquibancadas de Interlagos, Ariel também recebeu um belíssimo prêmio: um supercomputador nível Podium desenvolvido pela LabZ, com gabinete personalizado e inspirado na marca e na gasolina Petrobras Podium, dotado de hardware de última geração e criado com exclusividade pela equipe do canal especializado em tecnologia.

Ariel sobressai na final — A fantástica batalha pela pole foi um prenúncio do que estava por vir. No embate entre dois gigantes do automobilismo virtual, Gustavo Ariel superou Luiz Felipe Tavares por meros 0s004 (quatro milésimos) para marcar a posição de honra no grid da Corrida 1 em Interlagos.
O confronto entre os dois se estendeu ao longo da Corrida 1, em que a luta pela vitória foi feroz, com os dois andando ‘grudados’ em praticamente toda a prova. Até que Tavares acionou o botão de ultrapassagem para superar o adversário e tomar a liderança. Daí em diante, foi uma verdadeira ‘trocação’, com os dois esbanjando talento em um duelo espetacular que permaneceu após a janela de pit-stops e durou até a bandeira quadriculada. Jeff Giassi completou o top-3 de uma prova muito animada.
Eduardo Santos partiu de primeiro, enquanto Ariel largou de décimo em razão da regra do grid invertido na Corrida 2, mas o futuro bicampeão teve um início sensacional e avançou para quarto, escalando o pelotão com enorme propriedade na primeira volta. Por sua vez, Tavares ficou encaixotado e antecipou seu pit-stop obrigatório ainda para o início da corrida, resultado da aposta em uma estratégia diferente.
Ciente que precisaria ‘marcar’ Tavares para ser campeão, Ariel também realizou sua parada antes dos 10 minutos de corrida e voltou à frente do adversário. Depois de imprimir forte ritmo e recuperar o tempo de pista, a liderança de Gustavo foi confirmada após Jeff Giassi ir para os boxes fazer o pit-stop. Ariel voltou na frente, com Giassi em segundo e Tavares em terceiro, no top-3 que se manteve até a bandeirada final e consagrou a campanha do novo bicampeão.
A caminhada de Ariel teve cinco vitórias e três segundos lugares, enquanto o vice-campeão Tavares terminou a Copa E-Stock Podium Carbono Neutro com três vitórias, quatro vezes na segunda posição e uma em terceiro.

Com a palavra, o campeão — Bicampeão, Gustavo Ariel exaltou as batalhas com Luiz Felipe Tavares, destacou a consistência em um campeonato de alto nível e comemorou mais um título no campeonato virtual oficial da Stock Car, sendo consagrado no pódio real em Interlagos: “Foi uma disputa super apertada, mais do que no ano passado. O Tavares é um piloto super rápido, então ele engrandece muito a minha conquista. Ele também é sensacional na estratégia, de modo que sabemos que temos de fazer nosso máximo se quisermos vencer. Isso elevou muito o meu nível, tanto que meu pior resultado foi um segundo lugar, o que mostrou a consistência minha e dele, que igualmente não saiu do pódio nesse campeonato. Estou muito feliz em ser bicampeão, em estar aqui em Interlagos, em correr no autódromo. Também foi necessário me adaptar ao equipamento hoje, então foi tudo sensacional”.
Também protagonista desta segunda edição da Copa E-Stock, Luiz Felipe Tavares enalteceu as disputas com seu principal adversário. “Foi uma disputa acirradíssima. O Gustavo merece. Sempre estivemos nas corridas em primeiro e segundo. Então foi uma trocação: perder, ganhar, perder, ganhar… Foi um baita campeonato. E nessa última etapa ele fez ótima corrida, então está mais do que merecido”, salientou.
Terceiro colocado na classificação final da Copa E-Stock Podium Carbono Neutro, Victor Miranda elogiou a estrutura da competição desde as primeiras etapas até a final, no ‘templo do automobilismo brasileiro’. “Primeiramente quero agradecer à Vibra pela iniciativa e pelo evento, que foi sensacional. Tivemos aqui quatro simuladores de altíssimo nível e condições iguais para todo mundo. Estrutura fenomenal. Também agradeço demais à Stock Car por nos proporcionar tudo isso, ao IRB ESports, à Xtreme Sim Racing, a todos os meus companheiros de equipe. Parabéns ao Gustavo Ariel, parabéns ao Tavares, outro piloto super rápido e que era o líder do campeonato antes dessa etapa. Foi show!”

Prêmio: LabZ cria PC nível Podium — O campeão da Copa E-Stock Podium Carbono Neutro levou para casa um prêmio especial: um PC nível Podium, gabinete personalizado com hardware de última geração, criado com exclusividade pela equipe do LabZ, canal especializado em tecnologia. A ação de construção da máquina teve a participação de influenciadores, dos pilotos da equipe Lubrax | Podium Stock Car Team e até da comunidade gamer por meio de lives, e foi retratada em uma websérie transmitida no Youtube e na Twitch. A configuração do computador que garante máxima performance, permitindo alto FPS e qualidade, foi revelada neste domingo: processador Ryzen 9 7950X3D; placa de vídeo RTX 4090 Master; placa-mãe X670E Master; memória DDR5 64GB 6400Mhz; armazenamento SSD 2TB Gen5; alimentação fonte 1500W Platinum; e um sistema de refrigeração personalizado Quantum Velocity. Além do LabZ participaram da ação os criadores de conteúdo e gamers @Jukeslol e @Vitorinha.

Etapa 4, Interlagos
Corrida 1 (20 primeiros):
1º – Gustavo Ariel (piloto independente/Toyota Corolla), 19 voltas
2º – Luiz Felipe Tavares (Bengutan Racing/Toyota Corolla), a 0s708
3º – Jeff Giassi (piloto independente/Toyota Corolla), a 4s203
4º – Felipe Baptista (YouRaceBR W2 E-ProGP/Chevrolet Cruze), a 7s970
5º – Neto Nascimento (Bengutan Racing/Toyota Corolla), a 11s517
6º – Pedro Picanço (AC7 E-Racing Team/Toyota Corolla), a 13s525
7º – Rademac Romanetto (Bengutan Racing/Toyota Corolla), a 17s430
8º – Otávio Lobato (Scuderia Lobo/Toyota Corolla), a 17s988
9º – Paulo Draeta (Wave Italy/Chevrolet Cruze), a 19s837
10º – Eduardo Santos (AC7 E-Racing Team/Toyota Corolla), a 21s349
11º – Fábio Zamperlini (Duck Hawk Racing/Toyota Corolla), a 26s531
12º – Victor Miranda (piloto independente/Toyota Corolla), a 27s222
13º – Pedro Martins (Bluemacaw Emotorsports/Toyota Corolla), a 28s234
14º – Raphael Silva (YouRaceBR W2 E-ProGP/Toyota Corolla), a 28s655
15º – Kaike Piropo (YouRaceBR W2 E-ProGP/Toyota Corolla), a 30s728
16º – Alexandre Paumgartten (Melissa Competições/Toyota Corolla), a 33s177
17º – Mateus Carvalho (Delta Racing/Toyota Corolla), a 36s950
18º – Daniel Mageste (YouRaceBR W2 E-ProGP/Chevrolet Cruze), a 37s075
19º – Gelson Xavier (Hub Racing/Toyota Corolla), a 37s721
20º – João Brito (YouRaceBR W2 E-ProGP/Chevrolet Cruze), a 43s020
Volta mais rápida: Gustavo Ariel, volta 2: 1min38s768

Corrida 2 (20 primeiros):
1º – Gustavo Ariel (piloto independente/Toyota Corolla), 18 voltas
2º – Jeff Giassi (piloto independente/Toyota Corolla), a 2s636
3º – Luiz Felipe Tavares (Bengutan Racing/Toyota Corolla), a 8s136
4º – Victor Miranda (piloto independente/Toyota Corolla), a 8s622
5º – Raphael Silva (YouRaceBR W2 E-ProGP/Toyota Corolla), a 10s453
6º – Rademac Romanetto (Bengutan Racing/Toyota Corolla), a 11s892
7º – Neto Nascimento (Bengutan Racing/Toyota Corolla), a 13s696
8º – Otávio Lobato (Scuderia Lobo/Toyota Corolla), a 17s950
9º – Daniel Mageste (YouRaceBR W2 E-ProGP/Chevrolet Cruze), a 19s649
10º – Jackson Resende (piloto independente/Toyota Corolla), a 20s879
11º – Paulo Draeta (Wave Italy/Chevrolet Cruze), a 21s884
12º – Gelston Xavier (Hub Racing/Toyota Corolla), a 27s751
13º – Kaike Piropo (YouRaceBR W2 E-ProGP/Toyota Corolla), a 28s092
14º – Fábio Zamperlini (Duck Hawk Racing/Toyota Corolla), a 28s112
15º – Pedro Martins (BlueMacawEmotorsports/Toyota Corolla), a 30s297
16º – Mateus Carvalho (Delta Racing/Toyota Corolla), a 33s654
17º – Alexandre Paumgartten (Melissa Competições/Toyota Corolla), a 34s285
18º – João Brito (YouRaceBR W2 E-ProGP/Chevrolet Cruze), a 34s393
19º – Eduardo Santos (AC7 E-Racing Team/Toyota Corolla), a 56s865
20º – Alisson Ferreira (Costa Racing/Toyota Corolla), a 10 voltas
Volta mais rápida: Daniel Mageste, volta 3, 1min39s531

Classificação final do campeonato

1º – Gustavo Ariel, 208 pontos
2º – Luiz Felipe Tavares, 200
3º – Victor Miranda, 127
4º – Felipe Baptista, 110
5º – Jeff Giassi, 100
6º – Raphael Silva, 91
7º – Neto Nascimento, 84
8º – Pedro Picanço, 81
9º – Otávio Lobato, 76
10º – Rademac Romanetto, 59
11º – Guilherme Elizeu, 59
12º – Daniel Mageste, 58
13º – Paulo Draeta, 58
14º – Jackson Resende, 54
15º – Slan Santos, 53
16º – Fábio Zamperlini, 45
17º – Gelson Xavier, 44
18º – Eduardo Santos, 38
19º – Pedro Martins, 32
20º – Pedro de Oliveira Silva, 29
21º – Mateus de Oliveira Carvalho, 27
22º – João Brito, 25
23º – Pedro Burger, 25
24º – Kaike Piropo, 24
25º – Alexandre Paumagartten, 21
26º – Paulo Godoi, 19
27º – Luizinho Gonzaga, 17
28º – Pedro Moura, 12
29º – Victor Veloso, 11
30º – Alisson Ferreira, 5
31º – Samuel Grego, 5
32º – Rodrigo Novaes, 0

- Publicidade -
Google search engine
FonteVicar
NOTÍCIAS RELACIONADAS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
Google search engine

Mais Popular