terça-feira, julho 16, 2024
- Publicidade -
InícioFórmula 1Verstappen fica com a pole na Austrália, com as Mercedes logo em...

Verstappen fica com a pole na Austrália, com as Mercedes logo em seguida

Max Verstappen assegurou a primeira posição do grid de largada para o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 e partirá na dianteira da corrida que será realizada na madrugada deste domingo, 2 de abril.

O piloto bicampeão consolidou a vantagem de sua equipe, a Red Bull, enquanto a Mercedes surpreendeu e apresentou-se como a segunda força em Melbourne, com George Russell e Lewis Hamilton conquistando a segunda e terceira colocações do grid de largada, respectivamente. Nas três sessões de classificação realizadas na temporada até agora, Hamilton não conseguiu superar seu colega de equipe em nenhuma delas.

A equipe Aston Martin manteve sua boa performance em Melbourne, com Fernando Alonso largando na quarta posição, completando a segunda fila do grid ao lado de Lewis Hamilton. A Ferrari de Carlos Sainz partirá da P5, enquanto Lance Stroll, da Aston Martin, ocupará a P6 na terceira fila. Na quarta fila, Charles Leclerc e Alexander Albon, da Williams, vão largar da P7 e P8, respectivamente. Já Pierre Gasly, da Alpine, e Nico Hulkenberg, da Haas, ocuparão a P9 e P10.

Infelizmente, Sergio Perez teve problemas com os freios de seu Red Bull RB19 durante o Q1 e acabou saindo da pista, colidindo com as proteções. Como resultado, o mexicano partirá da última posição. Após a qualificação, Perez afirmou que pode não correr, devido à grave falha de segurança apresentada pelos freios.

No primeiro treino classificatório (Q1), que teve a duração de 18 minutos, os cinco últimos colocados foram eliminados. Alexander Albon estabeleceu o melhor tempo em 1:18.944s, mas a sessão foi interrompida por bandeira vermelha depois que Sergio Perez, que já havia tido problemas com freios no TL3, parou na brita da Curva 3. Após a interrupção, os pilotos voltaram à pista liderados por Max Verstappen. Ele marcou 1:18.063s para liderar o Q1, seguido por Nico Hulkenberg em segundo lugar. Fernando Alonso chegou a liderar brevemente, mas foi superado por Verstappen. George Russell e Lewis Hamilton, da Mercedes, terminaram em segundo e terceiro, respectivamente. Os eliminados foram Oscar Piastri, Guanyu Zhou, Logan Sargeant, Valtteri Bottas e Perez.

Na segunda parte da qualificação, conhecida como Q2, os dez primeiros colocados disputam a pole position para a corrida. Fernando Alonso liderava até ser superado por seu companheiro de equipe, Lance Stroll, mas logo em seguida, Charles Leclerc assumiu a liderança. Max Verstappen marcou 1:17.219s e ficou em primeiro lugar no Q2, com Alonso em segundo, seguido por Sainz e Leclerc da Ferrari. As Mercedes ficaram na P6 e P7 com George Russell e Lewis Hamilton, respectivamente, e Hulkenberg ficou em quinto lugar. Os eliminados eram Yuki Tsunoda, Pierre Gasly, Kevin Magnussen, Nyck De Vries e Lando Norris. Verstappen melhorou seu tempo nos minutos finais e garantiu a primeira posição com 1:17.056s, seguido por Alonso em segundo e Sainz e Leclerc da Ferrari em terceiro e quarto, respectivamente. Gasly subiu para o oitavo lugar e Albon garantiu a última posição no Q3 para a Williams.

No início do Q3, Verstappen liderou a fila de pilotos na pista, enquanto a equipe Ferrari avisava Leclerc sobre a possibilidade de chuva no final da sessão. Verstappen marcou 1:17.578s e estava na liderança, apesar de ter um tempo relativamente alto. Hulkenberg subiu para a P2, mas quase meio segundo atrás do líder. Alonso marcou 1:17.303s e assumiu a liderança, mas Hamilton foi milésimos mais rápido que o espanhol para ficar na P1.

No entanto, a liderança de Hamilton não durou muito tempo. Verstappen cometeu alguns erros, mas ainda assim conseguiu marcar 1:17.262s para assumir a pole provisória, apenas nove milésimos à frente do piloto da Mercedes, com cinco minutos restantes na sessão.

Com três minutos restantes no Q3, todos os pilotos, exceto Verstappen, voltaram para a pista. O holandês então retornou logo em seguida e marcou um tempo de 1:16.732s, garantindo a pole position. Alonso melhorou e assumiu a segunda posição, mas foi superado por Russell e Hamilton, que largarão em segundo e terceiro, respectivamente. Alonso largará na quarta posição, seguido por Sainz em quinto e Stroll em sexto. Leclerc não melhorou sua posição e ficou com o sétimo lugar. Albon ficou em oitavo, seguido por Gasly e Hulkenberg completando os dez primeiros.

Confira o grid de largada para o GP da Austrália de F1:
1) Max Verstappen (Red Bull/Honda RBPT), 1’16.732
2) George Russell (Mercedes), 1’16.968
3) Lewis Hamilton (Mercedes), 1’17.104
4) Fernando Alonso (Aston Martin/Mercedes), 1’17.139
5) Carlos Sainz Jr. (Ferrari), 1’17.270
6) Lance Stroll (Aston Martin/Mercedes), 1’17.308
7) Charles Leclerc (Ferrari), 1’17.369
8) Alexander Albon (Williams/Mercedes), 1’17.609
9) Pierre Gasly (Alpine/Renault), 1’17.675
10) Nico Hülkenberg (Haas/Ferrari), 1’17.735
11) Esteban Ocon (Alpine/Renault), 1’17.768
12) Yuki Tsunoda (AlphaTauri/Honda RBPT), 1’18.099
13) Lando Norris (McLaren/Mercedes), 1’18.119
14) Kevin Magnussen (Haas/Ferrari), 1’18.129
15) Nyck de Vries (AlphaTauri/Honda RBPT), 1’18.335
16) Oscar Piastri (McLaren/Mercedes), 1’18.517
17) Zhou Guanyu (Alfa Romeo/Ferrari), 1’18.540
18) Logan Sargeant (Williams/Mercedes), 1’18.557
19) Valtteri Bottas (Alfa Romeo/Ferrari), 1’18.714
20) Sergio Pérez (Red Bull/Honda RBPT), s/tempo

- Publicidade -
Google search engine
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Publicidade -
Google search engine

Mais Popular