sexta-feira, junho 28, 2024
- Publicidade -
InícioFórmula 1Vettel volta a cobrar F1 por papel no debate da crise climática....

Vettel volta a cobrar F1 por papel no debate da crise climática. Ou que “corra na lua”

Tetracampeão mundial reiterou que Fórmula 1 "não está fazendo o suficiente" em questões de sustentabilidade e pediu ações contundentes da categoria

Sebastian Vettel voltou a falar sobre sustentabilidade na Fórmula 1. Depois de participar em um programa da BBC e revelar que “está questionando” sua permanência na categoria em meio a crise climática, o alemão abordou novamente o assunto e, nesta sexta-feira (20), em entrevista coletiva antes do início do TL1 do GP da Espanha, cobrou mais uma vez a F1 quanto ao tema.

“A pergunta é: o que os motores mais eficientes do mundo ajudam a contribuir no dia a dia, com pessoas viajando a trabalho, etc. No que esses motores ajudam? Qual é o benefício? É muito questionável e complexo. Do ponto de vista da engenharia e da torcida, é fascinante, não me entenda mal. Mas realmente não vejo esse impacto na produção dos carros de rua, além de um adesivo com a palavra ‘híbrido’. Temos que ser verdadeiros e contar a verdade”, começou a desabafar o tetracampeão mundial.

“Obviamente a Fórmula 1 está ‘presa’ com esse motor por algum tempo. A pergunta que você tem que levantar é: estamos fazendo o suficiente? Considerando o quanto estamos na merda, perdão por falar assim. Com o mundo indo para onde está, com a crise climática… a resposta é que não estamos fazendo o suficiente. Nós estamos nos holofotes e temos que fazer mais do que estamos fazendo”, cobrou Vettel.

Vettel reafirmou preocupações com crise climática (Foto: Lluis Gene/AFP)

O piloto da Aston Martin afirmou que se sente como a exceção na preocupação em respeito à crise climática e sustentabilidade, e que todos deveriam compartilhar de tal pensamento. Vettel também disse que as próximas gerações – e citou Max Verstappen como exemplo – não terão o “luxo” de não se importar com a vital questão da sociedade atual.

“(Crise climática) já está nos impactando hoje e vai continuar ainda mais no futuro. Constantemente me perguntam: ‘por que isso é importante para você?’, e isso não é importante para mim somente, e sim a todos nós. Não vejo como as pessoas podem ignorar isso. Mesmo que você não se importe – e vejo que algumas pessoas de fato não se importam -, você não tem mais esse luxo. É a fundação de tudo que nós fazemos. Sem fugir do assunto, acho que esse tema é extremamente importante. Olhando para trás, obviamente havia um tempo em que eu não era tão consciente assim. No momento em que eu tive essa consciência, no momento em que eu me tornei um pai, pensei mais sobre o futuro. As crianças e gerações futuras não vão ter esse luxo de não se importar com a crise climática”, analisou.

Por fim, então, o tetracampeão mundial cobrou papel da categoria no debate sobre a crise climática e disse que a Fórmula 1 não pode fugir da questão – claro, com a já característica leve dose de ironia e bom humor.

“Cabe a todos nós pensar o que podemos fazer e aumentar a conscientização. É algo que não podemos fugir, a menos que você queira correr na lua – o que não deve ser interessante, não há downforce na lua”, encerrou Vettel.

- Publicidade -
Google search engine
NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Publicidade -
Google search engine

Mais Popular